Previsão do tempo
21°
Predomínio de Sol
Notícias
Polícia
Delegado Chefe da Polícia Federal de Dionísio Cerqueira afirma que permanência da Delegacia na Tri-Fronteira dependerá da força política em Brasília.
Conforme ele, o município já doou um terreno para a instituição, mas existem questões que precisam ser resolvidas com a União

Fundada em 1973, a Delegacia da Polícia Federal poderá ter sua história interrompida no município para iniciar uma nova era em São Miguel do Oeste.

Itamar Soares conversou na tarde de ontem com o Delegado Chefe da Polícia Federal de Dionísio Cerqueira Sandro Luiz Bernardi.

Conforme ele, o município já doou um terreno para a instituição, mas existem questões que precisam ser resolvidas com a União, mas para isso depende das forças políticas da Tri-Fronteira.

O Decreto Nº 39.501, de 03 de julho de 1956 diz no seu Artigo 2º:

Serão cedidas ao Município de Dionísio Cerqueira as áreas destinadas à sua sede, a logradouros públicos e as necessárias à instalação dos serviços a cargo da Municipalidade.

No Artigo 3º o texto afirma: O remanescente da gleba será aforado aos seus ocupantes.

Para que esta situação possa ser solucionada, é discutida a hipótese de tentar se enquadrar esta situação num Decreto de Lei do ano de 1982, quando o município de Barracão também passava pela mesma situação.

Neste Decreto de Lei, no seu Art. 4º, o texto diz: A União renuncia à execução do acórdão na parte que compreende terras situadas em perímetro urbano, já definido em Lei Municipal, ficando, em consequência, mantidos os respectivos registros imobiliários.

Veja Também
Polícia
Manfrinópolis necessita de móveis e materiais de construção para reconstrução
Geral
Diante de protestos, Lula chega ao Paraná
Esportes
Santos anuncia Renato Abreu como novo reforço
Geral
Bolsonaro se reúne com MDB e PRB
Acusado de homicídio é preso em Francisco Beltrão
Geral
Departamento de Assistência Social de Barracão presta atendimento à famílias atingidas pelo deslizamento de terra