Previsão do tempo
18°
29°
Pancadas de Chuva a Tarde

Nossa Terra Nossa Gente

Doalcei Alves

Trânsito Livre

Sandro Barcellos

Notícias
Esportes
Follmann terá amputação aumentada, e Neto segue em estado grave

As informações sobre o estado de saúde dos quatro pacientes brasileiros sobreviventes do voo da Lamia foram atualizadas nesta terça-feira.

Há quatro estágios num pós-acidente: resgate, luta pela vida, controle de dano e reabilitação.

Alan e Rafael estão na fase de controle de dano, o Follmann está entre a fase de (luta pela) vida e controle de dano. Neto, em estado mais crítico, segue entubado por conta de um processo infeccioso pulmonar. Segundo os médicos, o zagueiro ainda está na fase de batalha pela vida e nas próximas horas será avaliada a necessidade de cirurgia.

A melhor notícia vem de Alan Ruschel, que deu os seus primeiros passos dentro da Unidade de Terapia Intensiva após tratar da fratura tóraco-lombar que sofreu. A tendência é que ele seja o primeiro a sair da UTI, podendo ser transferido ao quarto ainda hoje.

Rafael se sentou, o que é tido como uma grande conquista, mas ainda passará por uma cirurgia para fixação do pé direito hoje. O quadro de pneumonia do jornalista está sob controle, embora ele ainda tenha picos de febre.

O goleiro Jackson Follmann foi entubado para limpeza cirúrgica, sendo encontrado sinais de infecção. Em procedimento a ser realizado hoje, ele perderá mais alguns centímetros da perna direita, que teve amputação traumática no acidente cerca de 15 centímetros abaixo do joelho. Por conta disso e de uma lesão na região cervical, ele segue entubado.

Em relação ao pé esquerdo, não há necessidade de amputação neste momento.

Veja Também
Geral
Cerca de 18 milhões de brasileiros podem, mas não serão obrigados a votar, em 2018
Educação
Brasil aparece entre as últimas posições em ranking educacional
Geral
Horário de Verão começará apenas em novembro
Polícia
Polícia Militar de Barracão apreende quase de R$ 300 mil em mercadorias contrabandeadas da Argentina
Geral
Menos vereadores e salários menores na Câmara de Palmas
Economia
Juros do cartão são os menores em 17 anos