Previsão do tempo
14°
24°
Variação de Nebulosidade
Notícias
Geral
Julgamento da chapa Dilma-Temer será retomado em junho

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, marcou para os próximos dias 6 a 8 do mês que vem o julgamento da ação que pede a cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, que venceu a eleição presidencial de 2014.

A pedido do relator do caso, ministro Herman Benjamin, Mendes reservou quatro sessões para o julgamento.

Na ação, apresentada à Justiça Eleitoral pelo PSDB em dezembro de 2014 – dois meses depois da derrota nas urnas do candidato do partido, Aécio Neves –, os tucanos acusaram a chapa Dilma-Temer de ter cometido abuso de poder político e econômico por, supostamente, ter recebido dinheiro de propina do esquema de corrupção que atuava na Petrobras investigado pela Operação Lava Jato. Atualmente, o PSDB integra do governo Temer, no qual detém quatro ministérios.

Se o TSE decidir pela cassação da chapa, o presidente Michel Temer perde o mandato e, junto com Dilma, fica inelegível por oito anos. Nessa hipótese, o Congresso então deverá realizar eleições indiretas para a Presidência da República, com a possibilidade de se candidatar qualquer brasileiro nato com mais de 35 anos de idade, filiado a partido político e escolhido pelo partido. Votam na eleição indireta os 513 deputados e 81 senadores.

G1

 

Veja Também
Polícia
PF pode ter mais liberdade no combate às drogas
Geral
Estudo italiano aponta os riscos de comer batata frita duas ou mais vezes por semana
Polícia
Homem espera 50 horas por médico e vai preso ao reclamar da demora
Polícia
PM prende condutor de veículo bêbado e parado no meio da rua
Polícia
Polícia Civil de Barracão elucida crime hediondo em Barracão
Economia
Preço do etanol cai em 15 Estados e no DF, diz ANP