Previsão do tempo
23°
28°
Nublado e Pancadas de Chuva

Manhã da Fronteira

Itamar Soares

Super Manhã 94

Adriana Riva

Notícias
Geral
Julgamento da chapa Dilma-Temer será retomado em junho

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, marcou para os próximos dias 6 a 8 do mês que vem o julgamento da ação que pede a cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, que venceu a eleição presidencial de 2014.

A pedido do relator do caso, ministro Herman Benjamin, Mendes reservou quatro sessões para o julgamento.

Na ação, apresentada à Justiça Eleitoral pelo PSDB em dezembro de 2014 – dois meses depois da derrota nas urnas do candidato do partido, Aécio Neves –, os tucanos acusaram a chapa Dilma-Temer de ter cometido abuso de poder político e econômico por, supostamente, ter recebido dinheiro de propina do esquema de corrupção que atuava na Petrobras investigado pela Operação Lava Jato. Atualmente, o PSDB integra do governo Temer, no qual detém quatro ministérios.

Se o TSE decidir pela cassação da chapa, o presidente Michel Temer perde o mandato e, junto com Dilma, fica inelegível por oito anos. Nessa hipótese, o Congresso então deverá realizar eleições indiretas para a Presidência da República, com a possibilidade de se candidatar qualquer brasileiro nato com mais de 35 anos de idade, filiado a partido político e escolhido pelo partido. Votam na eleição indireta os 513 deputados e 81 senadores.

G1

 

Veja Também
Educação
Brasil tem 22 instituições no ranking mundial de universidades
Economia
Sobe a taxa de desemprego no país em janeiro
Polícia
Adolescente pilota moto e morre em colisão com veículo
Política
Câmara aprova a criação de 14,4 mil cargos federais
Polícia
Menores furtam caminhão em estacionamento de posto
Polícia
Empresário morto respondia por dois homicídios