Previsão do tempo
22°
24°
Pancadas de Chuva a Tarde

Brasil de Sul a Norte

Loreno da Silva

Notícias
Geral
Para reduzir rombo, governo quer limitar salário inicial de servidor a R$ 5 mil

O governo bateu o martelo e vai revisar as metas fiscais de 2017 e 2018. O rombo deste ano subirá de R$ 139 bilhões para R$ 159 bilhões. Já o déficit primário do ano que vem passará de R$ 129 bilhões para R$ 149 bilhões.

Para conseguir o resultado, o governo vai apertar o funcionalismo público. Serão encaminhadas ao Congresso propostas para adiar o reajuste dos servidores de 2018 para 2019 (o que resulta numa redução de gastos de R$ 9 bilhões) e para acabar com o auxílio reclusão, pago a famílias de detentos (dando uma economia de R$ 600 milhões).

O governo quer ainda limitar os salários iniciais do funcionalismo a R$ 5 mil. Segundo integrantes da equipe econômica, existem hoje carreiras em que o funcionário ingressa no serviço público ganhando quase R$ 20 mil, o que faz com que ele atinja o teto muito cedo.

A equipe econômica chegou a propor ao presidente Michel Temer acabar com o auxílio funeral, mas a ideia acabou vetada.

Com informações do portal G1

Veja Também
Polícia
PRF apreendeu quase 310 toneladas de drogas desde 2010
Polícia
Justiça decreta prisão preventiva de médico denunciado por molestar pacientes no Sudoeste do Paraná
Política
STF suspende crédito extra de R$ 100 mi para propaganda da Presidência
Esportes
Equipes retiram fichas de inscrições para o Campeonato Municipal de Futebol de Campo de Barracão
Geral
Figura do Papa Francisco não impede queda no número de católicos na América Latina
Economia
Um terço dos brasileiros vão pagar dívidas com segunda parcela do 13º