Previsão do tempo
12°
24°
Variação de Nebulosidade

Rota 94

Adriana Riva

Notícias
Polícia
Menino encontrado: Caso passa a ser tratado como tráfico de pessoas

Uma nova coletiva foi realizada na tarde desta terça-feira (24) para falar sobre o caso de uma criança que teria sido encontrada abandonada no Bairro Cascavel Velho, em Cascavel. O caso veio à tona ontem e hoje durante o dia foram várias diligências.

A delegada do Nucria confirmou que o caso não é mais tratado como abandono de incapaz. O entendimento é que o que ocorreu tráfico de pessoas, sendo que tudo indica que o menino foi de fato trazido do Paraguai.

Uma outra menina de 9 anos, também paraguaia, estava na casa de Maria Conceição Queiroz, conhecida como Maria Paraguaia. A mulher que disse ter encontrado a criança na verdade é suspeita de trazer as crianças do país vizinho e buscar casais para adoções ilegais no Brasil.

O objetivo agora é encontrar as famílias destas crianças no país vizinho.

Um casal que teria ficado por algum tempo com o menino paraguaio também foi ouvido e disse que não sabia que a situação era ilegal. Eles teriam repassado R$ 700 para a mulher e ela disse que o dinheiro seria para os trâmites legais. Outros valores seriam repassados na sequência. O casal disse que devolveu o menino quando percebeu que não havia documentação. Eles ficaram com o menino por cerca de 15 dias.

Outro item que será apurado é se há outras pessoas envolvidas no esquema. A delegada acredita que isso é provável. O marido de Maria ainda não foi ouvido.

O caso passará a ser apurado pela Polícia Federal, por se tratar de tráfico internacional de pessoa. O Ministério Público afirma que a criança está bem.

Veja Também
Geral
Resultado da segunda chamada do ProUni sai nesta segunda-feira
Geral
Produção nacional de veículos avança mais de 25%
Saúde
Ministério da Saúde destina mais R$ 176 mil para tratamento da gripe em SC
Geral
Nome de Beto Richa aparece na lista Rodrigo Janot
Geral
Secretaria da Saúde do Paraná confirma gripe como causa da morte de atleta
Polícia
SC: Comandante da PM fala que o foco dos ataques no estado mudou