Previsão do tempo
18°
27°
Chuva

Encontro de Bandas

loivo Miguel

Notícias
Polícia
Detran Paraná vai reciclar sete mil veículos

O Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) iniciou o processo de reciclagem de sete mil veículos que estão em pátios da autarquia em todo o Estado. Carros e motos são prensados e, mais tarde, transformados em pregos, arames e pó de ferro.

Em Londrina, na Região Norte, o processo retirou 1550 veículos dos pátios do Detran neste mês. Em Sarandi, no Noroeste, foram prensadas duas mil motocicletas e mais de 100 carros. Nesta quinta-feira (9), a prensa está na cidade de Paranavaí.

As próximas cidades que recebem a prensa para transformação dos produtos são: Cascavel (1350 veículos) Curitiba (880), Telêmaco Borba (400), Jacarezinho (290) e Paranaguá (200).

"Desde 2011, o Governo do Paraná tem intensificado os leilões com o objetivo de liberar os pátios ocupados por veículos apreendidos em todo Estado. Em 2015, começamos com a modalidade reciclagem, que evita o reaproveitamento de peças e contribui para o meio ambiente e a saúde pública", explica o diretor-geral do Detran, Marcos Traad.

PROCEDIMENTO - Antes de serem destruídos pela prensa, os veículos passam por um processo de descontaminação, descaracterização e trituração. Assim, o Detran evita a contaminação do solo com produtos químicos como óleo e combustíveis, além de água parada e focos do mosquito transmissor da dengue.

Neste ano o Departamento já promoveu seis leilões de veículos para circulação, cinco para sucata e um para reciclagem, no mês de maio, cujo processo de prensa está em andamento.

Com informações do portal AEN (Agência Estadual de Notícias)

Veja Também
Polícia
Motociclista morre em grave acidente na BR 282
Educação
Confirmada a reforma e ampliação da Escola Eurilemo Lúcio Zanette de Barracão
Geral
Mega-Sena acumula, e prêmio pode chegar a R$ 60 milhões
Economia
Prévia da inflação de janeiro atinge maior índice desde 2003
Economia
Com tradicionais liquidações e carros com IPI antigo, comércio começa o ano em alta
Geral
Projeto de lei proíbe comandas em casas noturnas e torna seguros obrigatórios