Previsão do tempo
16°
28°
Parcialmente Nublado

Chimarreando com a Fronteira

Loreno da Silva

Som Brasil

Laudinor Dalvani

Notícias
Geral
DIREITOS HUMANOS: Em três anos, cartórios registraram mais de 19 mil casamentos homoafetivos

Ao menos 19,5 mil casamentos homoafetivos foram celebrados desde a edição da Resolução n. 175/2013, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Editada há cinco anos, a norma obriga os cartórios a registrarem uniões entre pessoas do mesmo sexo.

O último dado disponível, de 2016, indica uma tendência de queda dos matrimônios homo e heterossexuais.

O Supremo Tribunal Federal (STF) reconhece a união estável de pessoas do mesmo sexo como núcleo familiar desde 2011.

Ainda assim, cartórios negavam o registro aos casais, o que deixou de ser opção após a resolução do CNJ. A partir disso, a norma impõe habilitar, converter a união estável em casamento e celebrar o casamento civil homoafetivo.

Já a recusa dos cartórios em prestar os serviços enseja comunicado ao respectivo juiz corregedor e abertura de processo administrativo.

A Constituição Federal prevê que a conversão de união estável em casamento deve ser facilitada.

Por sua vez, a resolução admite matrimônio direto, sem união estável anterior.

Após a norma, as uniões homoafetivas cresciam ano a ano, até a primeira baixa, em 2016. Foram -4,6% — 5.354 registros, ante 5.614 em 2015.

Casamentos em geral também caíram, em 3,7%.

Os dados são das Estatísticas do Registro Civil, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), obtidas junto a cartórios e outras fontes.

Veja Também
Educação
Programa Santa Catarina Alfabetizada prorroga as inscrições
Polícia
Identificada à primeira vítima do acidente na BR-376
Esportes
Vinícius Jr, Evander e Éder Militão brigam por prêmio de melhor jogador jovem de 2018
Polícia
Homem embriagado morre ao cair de barranco
Economia
Entidades da região detalham ajustes finais do Programa Compra Sudoeste
Geral
Santa Catarina registra a primeira neve do ano