Previsão do tempo
21°
Predomínio de Sol

Manhã da Fronteira

Sandro Barcelos

Super Manhã 94

Adriana Riva

Notícias
Geral
Pacientes do SUS podem ficar sem remédios obtidos por decisão judicial com novas regras da Previdência

Se aprovada com o texto original apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro, reforma da Previdência pode reduzir a distribuição de remédios a pacientes da rede pública de saúde, obtidos com decisão judicial.

As novas regras devem limitar a judicialização da saúde, já que o objetivo do governo com as reformas, é reduzir o tamanho dos gastos públicos para equilibrar as contas.

Só no ano passado, de acordo com o Ministério da Saúde, foram gastos UM BILHÃO 400 MILHÕES com medicamentos e tratamentos por determinação da Justiça.

Na reforma, o texto altera o parágrafo QUINTO do artigo 195 da Constituição que trata da seguridade social.

Se aprovado, para que a justiça determina tratamento, seja procedimento ou distribuição de remédios, deve haver uma garantia definida para cobrir os custos.

O texto diz, exatamente, que “nenhum benefício ou serviço de seguridade social pode ser criado, majorado ou estendido por ato administrativo, lei ou decisão judicial, sem a correspondente fonte de custeio”.

Segundo especialistas ouvidos pela Folha de SP, isso pode dificultar o acesso aos medicamentos e tratamentos.

O professor de Direito Constitucional da FGV, Roberto Dias, diz que a nova redação afeta a judicialização da saúde. Ele considera o trecho inconstitucional porque impede, por exemplo, que o paciente recorra à justiça nos casos em que o medicamento não está disponível na rede do SUS.

Já a Associação dos Juízes Federais destaca que não é função dos magistrados alocar recursos para cumprimento das decisões judiciais.

Veja Também
Saúde
Reconstrução de mama deverá ser feita na mesma cirurgia de retirado do câncer, na rede pública
Polícia
Colisão frontal de automóveis causa cinco feridos graves no Oeste de SC
Polícia
SMO – DICFRON conclui inquéritos de fraude na administração do município
Geral
Congresso aprova criação de secretaria para incentivar os micro e pequenos negócios
Geral
Doenças respiratórias atacam mais no inverno
Polícia
Menor é abordado pela PM e confessa a prática de furto em salão comunitário de DC