Previsão do tempo
20°
32°
Nublado e Pancadas de Chuva
Notícias
Polícia
Agentes penitenciários fazem paralisação pedindo que direito de usar arma seja retomado

 

Em protesto contra o veto da presidente Dilma Rousseff ao Projeto de Lei 87/2011, que autorizava o porte de arma de fogo por agentes penitenciários fora do serviço, a categoria começou na manhã de quarta-feira uma paralisação de 24 horas que atinge 17 estados brasileiros, incluindo Santa Catarina, e o Distrito Federal. Durante a mobilização, apenas 30% dos serviços da categoria está em execução. O presidente do Sintespe lembra que em Santa Catarina os agentes penitenciários têm porte de arma institucional durante a função e na folga, além de permissão de andar com arma pessoal, registrada e autorizada pela Polícia Federal. Conforme ele, três unidades em SC paralisaram parcialmente: a Penitenciária de São Pedro de Alcântara, o Presídio Masculino de Florianópolis e a casa da visita da Penitenciária de Florianópolis.

Em carta aberta divulgada na quarta-feira, o diretor do Departamento Estadual de Administração Prisional (Deap), o também agente penitenciário Leandro Lima, disse que não encontra motivos capazes de justificar a posição da presidente e "roga" à bancada de SC no Congresso Nacional manifestação pela derrubada do veto. Ele ressaltou que o agente fica à mercê dos riscos de sua profissão, não somente em seu local de trabalho, mas também fora dele.

 

 

Veja Também
Polícia
Casal é encontrado morto em Pranchita
Geral
Governo muda as regras para estrangeiros que vêm ao Brasil
Polícia
Descaminho de peixes congelados em Barracão
Geral
Cintia Ramos nomeada para direção do Hospital Regional do Sudoeste
Geral
Governador veta uso do nome social de travestis e transexuais nos serviços públicos estaduais
Geral
Congresso vai analisar veto ao Refis para microempreendedores dia 20 de março