Previsão do tempo
18°
23°
Pancadas de Chuva a Tarde
Notícias
Polícia
Suposta relação entre dois homens vira caso de polícia em Bom Jesus do Sul
Diante dos fatos os dois envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia para as devidas providências

 

A união entre pessoas do mesmo sexo ainda é polêmica e divide opiniões. Especialmente para os mais “velhos” e tidos também como mais “conservadores”, o namoro de homem com homem ou mulher com mulher é simplesmente inadmissível e não tem conversa. Ainda assim, é de conhecimento público que esse tipo de relacionamento existe e em escala crescente em todo o mundo.

O que mais surpreende é que esses casos só eram vistos nas novelas, mas agora já fazem parte da realidade social até mesmo das pequenas cidades do interior. E quando isso ocorre, as reações são diversas. Prova disso é o que aconteceu na da última quinta-feira, 28 de fevereiro, em Bom Jesus do Sul, município do Sudoeste do Paraná.

A guarnição PM foi solicitada e se deslocou até a comunidade de São José, onde um homem identificado pelas iniciais P.A.C., informou que teria sido vítima de tentativa de roubo e o autor seria um sujeito de iniciais C.D.S.

A vítima disse que os dois estavam em um bar e na volta para casa deu carona o acusado que no meio do caminho encostou algo pontiagudo em seu pescoço e deu voz de assalto dizendo “me dá seu dinheiro e seu relógio, se não eu te mato”.

O comunicante disse que então abandonou o veículo e fugiu em busca de socorro.

Os policiais localizaram C.D.S. em sua casa, o qual negou a acusação. Os policiais foram com os dois envolvidos até o bar onde eles estavam e o proprietário informou que os dois estiveram no bar beberam duas cervejas, trocaram carícias “beijos na boca” e saíram juntos do local.

C.D.S. confirmou as “caricias” e disse que após pegar carona, quando estavam se aproximando da Linha São José, P.A.C. teria parado o carro, tirado a roupa e insistido em manter relações sexuais com ele, que não aceitou e fugiu para sua casa.

Diante dos fatos os dois envolvidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia para as devidas providências.

Então, agora resta saber que está falando a verdade: a suposta vítima P.A.C., que disse ter sido vítima de tentativa de assalto; o dono do bar que relatou a “amizade colorida” entre os envolvidos; ou o acusado que admitiu a troca de “carícias”, mas que teria se negado a “ir até o fim” com o companheiro e assustado fugiu para casa.

O fato será investigado pelo Polícia Civil.

 

Fonte: Polícia Militar

Veja Também
Geral
Santa Catarina tem produção recorde de soja, com 2,4 milhões de toneladas
Geral
Corpo de Bombeiros realiza aula inaugural do curso de Bombeiros Voluntários e o início do projeto Bombeiros Mirins
Geral
Aplicativo tenta evitar que pessoas morram ao tentar tirar selfies
Polícia
Feriado mais violento do ano mobiliza todo o efetivo da PRF Foco será nos trechos com mais mortes e feridos
Saúde
Cai o número de brasileiros que fumam
Polícia
PM de Barracão apreende mercadorias contrabandeadas do Paraguai