Previsão do tempo
23°
28°
Nublado e Pancadas de Chuva

Manhã da Fronteira

Itamar Soares

Super Manhã 94

Adriana Riva

Notícias
Saúde
Infartados devem receber atendimento em, no máximo, 90 minutos
Dor e aperto no peito, sensação de aperto na base do pescoço, tontura e cansaço estão entre os sintomas mais comuns da isquemia

Pacientes atendidos rapidamente após o infarto correm menos riscos. Especialistas explicam que o ideal é que a pessoa seja atendida em até 60 ou 90 minutos. É que, para suprir as necessidades do corpo em repouso, o coração não pode parar de trabalhar nem um segundo. Para se ter ideia, em uma pessoa normal, ele pode bombear até 20 litros de sangue por minuto. E se a pessoa perde parte dessa musculatura, como num infarto, por exemplo, o coração vai continuar suprindo essa necessidade do organismo, mas em uma situação que exigir maior demanda de oxigênio não vai conseguir funcionar bem porque terá perdido a “reserva”. Segundo o cardiologista Fábio Jatene, o coração pode perder cerca de 1 terço de seu músculo. Por isso a importância de um atendimento rápido, para que seja possível a recuperação de parte da musculatura. O especialista explica que se demorar mais de 6 horas no atendimento, as células perdidas já não podem mais se regenerar. O primeiro sinal de infarto é o que os médicos chamam de isquemia, ou seja, falta de sangue. Dor e aperto no peito, sensação de aperto na base do pescoço, tontura e cansaço estão entre os sintomas mais comuns da isquemia.

Veja Também
Mundo
Homem que contou ao mundo sobre espionagem americana teme pela vida
Saúde
Campanha de Vacinação Contra Poliomielite e Sarampo é prorrogada até 12 de dezembro
Esportes
Clássicos em SP, RJ, MG e BA esquentam rodada do fim de semana do Campeonato Brasileiro
Geral
Populares combatem princípio de incêndio em Barracão até a chegada do Corpo de Bombeiros
Geral
Inscrições para o Enem terminam hoje
Geral
Mais de 2.500 candidatos disputam vagas emergenciais para o IML