Previsão do tempo
22°
32°
Predomínio de Sol

Encontro de Bandas

Laudinor Dalvani

Notícias
Saúde
Infartados devem receber atendimento em, no máximo, 90 minutos
Dor e aperto no peito, sensação de aperto na base do pescoço, tontura e cansaço estão entre os sintomas mais comuns da isquemia

Pacientes atendidos rapidamente após o infarto correm menos riscos. Especialistas explicam que o ideal é que a pessoa seja atendida em até 60 ou 90 minutos. É que, para suprir as necessidades do corpo em repouso, o coração não pode parar de trabalhar nem um segundo. Para se ter ideia, em uma pessoa normal, ele pode bombear até 20 litros de sangue por minuto. E se a pessoa perde parte dessa musculatura, como num infarto, por exemplo, o coração vai continuar suprindo essa necessidade do organismo, mas em uma situação que exigir maior demanda de oxigênio não vai conseguir funcionar bem porque terá perdido a “reserva”. Segundo o cardiologista Fábio Jatene, o coração pode perder cerca de 1 terço de seu músculo. Por isso a importância de um atendimento rápido, para que seja possível a recuperação de parte da musculatura. O especialista explica que se demorar mais de 6 horas no atendimento, as células perdidas já não podem mais se regenerar. O primeiro sinal de infarto é o que os médicos chamam de isquemia, ou seja, falta de sangue. Dor e aperto no peito, sensação de aperto na base do pescoço, tontura e cansaço estão entre os sintomas mais comuns da isquemia.

Veja Também
Polícia
Elementos arrombam e furtam estabelecimento comercial no centro de Barracão
Polícia
Motociclistas ficam feridos em acidente no centro de Barracão
Saúde
Estudo aponta que parar de fumar de vez pode ser mais fácil que aos poucos
Educação
Matrícula dos aprovados no Sisu 2015 vai até terça
Economia
De cada dez brasileiros, seis deixam de usar crédito em outubro
Polícia
Motoristas embriagados são autuados em Dionísio Cerqueira