Previsão do tempo
14°
24°
Variação de Nebulosidade
Notícias
Saúde
Infartados devem receber atendimento em, no máximo, 90 minutos
Dor e aperto no peito, sensação de aperto na base do pescoço, tontura e cansaço estão entre os sintomas mais comuns da isquemia

Pacientes atendidos rapidamente após o infarto correm menos riscos. Especialistas explicam que o ideal é que a pessoa seja atendida em até 60 ou 90 minutos. É que, para suprir as necessidades do corpo em repouso, o coração não pode parar de trabalhar nem um segundo. Para se ter ideia, em uma pessoa normal, ele pode bombear até 20 litros de sangue por minuto. E se a pessoa perde parte dessa musculatura, como num infarto, por exemplo, o coração vai continuar suprindo essa necessidade do organismo, mas em uma situação que exigir maior demanda de oxigênio não vai conseguir funcionar bem porque terá perdido a “reserva”. Segundo o cardiologista Fábio Jatene, o coração pode perder cerca de 1 terço de seu músculo. Por isso a importância de um atendimento rápido, para que seja possível a recuperação de parte da musculatura. O especialista explica que se demorar mais de 6 horas no atendimento, as células perdidas já não podem mais se regenerar. O primeiro sinal de infarto é o que os médicos chamam de isquemia, ou seja, falta de sangue. Dor e aperto no peito, sensação de aperto na base do pescoço, tontura e cansaço estão entre os sintomas mais comuns da isquemia.

Veja Também
Geral
Sexta-feira será marcada por evento triplo: equinócio, eclipse e superlua
Polícia
Polícia esclarece homicídio ocorrido no início do mês em Realeza
Agricultura
Colheita de milho começa mais cedo. Preço da carne de porco sobe, mais ainda preocupa. Cotação do frango perdeu força, nos últimos dias
Política
Dilma sanciona lei que inibe novos partidos
Domingo é Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla
Geral
Com 3,74 milhões de unidades, produção nacional de veículos bate recorde em 2013