Previsão do tempo
15°
18°
Nublado e Pancadas de Chuva

Brasil de Sul a Norte

Loreno da Silva

Notícias
Tecnologia
Crianças procuram respostas na internet e não com os pais
O resultado é de um estudo britânico realizado pelo Birmingham Science City.

Pesquisa mostra que as crianças de hoje preferem procurar na internet respostas que antes elas perguntavam aos pais.

Se antes a pergunta pergunta era, Papai, de onde vêm os bebês, agora o mais provável é que a criança pergunte, Google, de onde vêm os bebês?.

Enquanto o pai provavelmente responderia algo que envolvesse uma cegonha ou um pé de alface, o gigante de buscas não perde tempo e explica tudo nos mínimos detalhes.

O resultado é de um estudo britânico realizado pelo Birmingham Science City.

Para comprovar que os tempo mudaram, ele reuniu 500 crianças entre 6 e 15 anos de idade. Mais da metade delas prefere procurar no Google quando aparece um dúvida.

E apenas uma em cada quatro prefere perguntar antes aos pais.

Se estes perderam espaço, o que dizer dos professores?

Dos entrevistados, apenas três por cento escolhem os mestres como primeira opção na hora de tirar dúvidas.
As buscas nas enciclopédias também caíram, já que uma em cada quatro crianças sequer sabe o que seja uma enciclopédia.

Quase metade delas nunca usou uma em papel e uma em cada cinco nunca viu um dicionário impresso;

Os responsáveis pela pesquisa, porém, acham que esses resultados não são necessariamente ruins. 

Mostram apenas como as crianças estão envolvidas com a tecnologia e se sentem à vontade em usa-las.

E bota a vontade nisso, já que a pesquisa também mostrou que quase metade dos entrevistados usa os serviços do Google pelo menos cinco vezes ao dia.

Haja informação.

Fonte: Rádio 2
Veja Também
Geral
Valor do DPVAT é mantido para automóveis
Polícia
Número de mulheres presas multiplica por oito em 16 anos
Polícia
Corpo de Bombeiros de Dionísio Cerqueira atende chamados de alagamentos
Polícia
Mãe, filha e genro morrem em acidente no RS
Geral
Estudantes brasileiros não sabem como lidar com o dinheiro
Geral
Aposentados e pensionistas precisam comprovar dados para continuarem recebendo pagamentos