Previsão do tempo
13°
20°
Possibilidade de Chuva pela Manhã

Musical

Notícias
Geral
Receita Federal deve liberar na próxima semana consulta ao 1º lote de restituições do IR
O órgão já concluiu o processamento dos mais de 26 milhões de documentos entregues até o dia 30 de abril e se prepara fazer os pagamentos

Receita Federal deve liberar na próxima semana consulta ao primeiro lote de restituições do Imposto de Renda 2014. O órgão já concluiu o processamento dos mais de 26 milhões de documentos entregues até o dia 30 de abril e se prepara fazer os pagamentos. A previsão é que as restituições sejam liberadas em 7 lotes, mas quem tem pressa de receber o dinheiro têm a opção de pedir um adiantamento no banco. Mas será que vale a pena?

Muitas instituições bancárias lançam linhas de crédito especiais para adiantar a restituição e, para ter acesso, geralmente basta apresentar o recibo de entrega da declaração que o banco adianta o valor que será restituído. Os juros são menores do que em um empréstimo convencional e o pagamento da dívida é feito só no dia em a pessoa recebe o dinheiro do Leão.

Mas existe um problema que o consumidor deve levar em conta: se cair na malha fina e a restituição demorar pra chegar, será preciso honrar o compromisso até a data pré-estipulada pelo banco, tendo ou não recebido da Receita. Por isso, apesar da tentação, os especialistas financeiros recomendam cautela. Eles explicam que esse tipo de negócio vale pra quem tem dívidas com juros altos, como cheque especial e cartão de crédito. Quem não está nessa situação, não deve arriscar. A orientação é organizar as contas e esperar o pagamento da Receita.

 

Veja Também
Polícia
Motoristas que fizerem ultrapassagens perigosas ou disputar rachas vão ter penas maiores
Polícia
Jovem que matou a facadas ex-namorada é preso em Palma Sola
Polícia
Ex-vice prefeito de Ponte Serrada morre em acidente na BR-282
Geral
Desmatamento na Amazônia diminui, mas 175 km² são destruídos
Geral
Inscrições para concurso público da Casan são prorrogadas
Economia
Governo mantêm imposto reduzido para geladeiras e fogões