Previsão do tempo
17°
26°
Pancadas de Chuva a Tarde

Rota 94

Laudinor Dalvani

Notícias
Geral
Caixa cancela liberação do FGTS em Cascavel

A Caixa Econômica Federal cancelou a liberação do saque do FGTS para os moradores das regiões de Cascavel, no oeste do Paraná, que foram atingidos pelas chuvas no início do mês de junho. Na sexta-feira (25) a prefeitura chegou a divulgar que os atendimentos para a liberação do fundo começariam no dia 4 de agosto. Porém, na terça-feira (29) a Caixa informou à prefeitura que a liberação não vai mais ocorrer, pelo menos, até que a prefeitura apresente um relatório mais completo das casas que foram atingidas pelas chuvas. De acordo com a CEF, o levantamento realizado pela Defesa Civil do município não atende aos requisitos necessários para a liberação do saque. O banco solicitou que a prefeitura identifique todas as residências atingidas com o endereço completo. A justificativa é de que sem essas informações, trabalhadores que não tiveram as casas danificadas diretamente pelas chuvas, também poderiam sacar o dinheiro. A Prefeitura de Cascavel informou que com o trabalho realizado pela Defesa Civil só é possível indicar as regiões, bairros, ruas e distritos rurais que podem ter sidos atingidos, sendo impossível identificar as residências individuais. O município ainda sugeriu ao banco que o morador assinasse uma declaração, onde assumiria a responsabilidade pela informação de que a casa realmente foi danificada pelas chuvas, porém o banco não aceitou. Ainda segundo a CEF, mais de 35 mil pessoas, que tiveram prejuízos com as chuvas no mês de junho, sacaram o dinheiro do FGTS na região sul do país.

Veja Também
Polícia
SJC - Sem dinheiro para pagar cachaça, elemento é agredido em via pública
Educação
Sisu de meio de ano recebe inscrições até quinta
Geral
Cresce medo do desemprego e satisfação com a vida diminui
Polícia
Polícia apreende contrabando de cigarro em propriedade rural
Geral
INSS divulga 218 nomeações de aprovados em concurso
Geral
Maior parte das novas regras dos serviços de telefonia, internet e TV vale a partir de julho