Previsão do tempo
14°
25°
Parcialmente Nublado

Prefeitura Municipal de Manfri

Assessoria

Encontro de Bandas

Laudinor Dalvani

Notícias
Polícia
Polícia Civil desarticula quadrilha que aliciava motoristas de caminhão para desviar cargas no Meio-Oeste de SC
O grupo era investigado há quatro meses

A Divisão de Investigação Criminal (DIC) da Polícia Civil de Caçador desarticulou, ontem (03), uma associação que estaria aliciando motoristas de caminhão para desviar cargas no Meio-Oeste catarinense. A operação foi deflagrada nas cidades de Caçador e Ouro e foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva e quatro de busca e apreensão.

O grupo era investigado há quatro meses. Segundo a polícia, os marginais eram responsáveis por aliciar motoristas de transportadoras na região de Caçador, oferecendo R$ 60 mil em dinheiro para que os materiais fossem desviados.

As cargas giravam em torno de R$ 500 mil e geralmente consistiam em fios de cobre. Somente neste ano, empresas de transporte e de matéria-prima de Caçador tiveram um prejuízo de mais de R$ 3 milhões.

ARMAS E CELULAR FORAM APREENDIDOS

Ao todo, foram apreendidos dois veículos, uma arma de fogo sem numeração, munições, documentos e um aparelho celular que supostamente havia sido roubado em São Paulo, mas vinha sendo utilizado pela esposa de um dos detidos nesta segunda-feira, segundo a investigação da Polícia Civil.
 
Segundo o delegado Fabiano Locatelli, que coordenou a investigação, a quadrilha teria um "braço" em Caçador, agindo de forma bastante organizada e com apoio de serviços técnicos especializados para a desativação dos sistemas de rastreamento dos caminhões.

— Um técnico entrava na cabine do caminhão no início da viagem e desabilitava os rastreadores sem que as empresas responsáveis pela segurança e monitoramento das cargas percebessem.

Segundo a Polícia Civil, as carretas eram desacopladas dos caminhões-tratores, e os rastreadores, retirados do semi-reboque, quando os caminhões entravam no Paraná.

Os motoristas passavam a noite num hotel em São Paulo e, no dia seguinte, quando a carga já havia chegado ao seu destino, o fato era comunicado à Polícia Civil do Estado de São Paulo – porém, com informações falsas, o que impossibilitava uma investigação aprofundada sobre o caso.

Fonte: Diário Catarinense
 

Veja Também
Geral
ONU alerta para os direitos lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais
Polícia
Indígena é estuprada por três em Nova Laranjeiras
Geral
Campanha incentiva doação de leite materno
Polícia
Adolescente morto a tiros
Geral
Brasileiros nascidos em maio recebem o abono do PIS
Política
Policiais Militares de Barracão, Bom Jesus do Sul e Dionísio Cerqueira recebem orientações para o combate à crimes eleitorais.