Previsão do tempo
22°
32°
Pancadas de Chuva pela Manhã

Musical

Domingo Sertanejo

Jeferson Rodriguês

Notícias
Economia
Combustível fica mais caro e puxa custo de vida das famílias, enquanto preço do leite e das roupas diminui

O custo de vida do brasileiro voltou a subir.

E o Índice Geral de Preços – Mercado, o IGP-M, apurado pela Fundação Getúlio Vargas, disparou 0,74 por cento na primeira medição feita em março. O indicador, aliás, é usado como base para o reajuste da maioria dos contratos de aluguel.

Para chegar ao resultado final, a FGV levou em conta, primeiro, os preços cobrados de quem produz.

Neste caso, houve alta puxada principalmente por matérias primas compradas pela indústria, como soja e cana-de-açúcar.

O segundo indicador é o custo da construção civil, que perdeu força, mas ainda assim subiu 0,2 por cento, graças aos aumentos dos materiais e também da mão de obra.

E o terceiro fica por conta dos preços cobrados diretamente dos consumidores. Com alta de 0,88 por cento. Puxada, por exemplo, por aumentos como os da gasolina, do álcool e da refeição fora de casa, em bares e restaurantes.

O estrago só não foi maior porque as roupas e o leite, por exemplo, ficaram mais baratos.

Veja Também
Geral
OMS declara que ebola é emergência internacional
Geral
Políticos e empresário de São Miguel do Oeste têm bens indisponíveis por suposto superfaturamento de shows
Polícia
Número de indenizações por mortes de crianças no trânsito cai 27%
Polícia
Força policial brasileira é a que mais mata no mundo
Geral
Internet no Brasil está entre as mais lentas do mundo
Saúde
Brasil vai aumentar produção de vacina contra tuberculose