Previsão do tempo
19°
30°
Parcialmente Nublado

Rota 94

Adriana Riva

Notícias
Justiça
Conselho de Estado da Itália volta a analisar extradição de Pizzolato
Pizzolato poderá ser solto da Penintenciária de Modena

O Conselho de Estado da Itália, última instância da justiça administrativa do país europeu, voltará a se reunir nesta terça-feira (22) para analisar novamente a extradição do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado no processo do mensalão. Pizzolato fugiu em 2013 do Brasil para escapar da prisão.

Segundo informou a Procuradoria Geral da República, que tenta trazer o petista de volta ao país, a sessão do Conselho nesta terça deverá manter ou rejeitar uma decisão liminar (provisória) proferida em junho em favor de Pizzolato que suspendeu o processo de extradição. O resultado, porém, só deve ser anunciado na quarta-feira (23).

Se a liminar for mantida e o processo de extradição continuar suspenso, Pizzolato poderá ser solto da Penintenciária de Modena e o governo brasileiro poderá recorrer ao próprio Conselho de Estado. Se for rejeitada, a extradição é reabilitada, mas o ex-diretor do BB ainda poderá apresentar um recurso à Corte Europeia de Direitos Humanos, sediada em Estrasburgo, na França.

Henrique Pizzolato foi condenado a 12 anos e 7 meses de prisão, mas como está preso desde 2014 na Itália, poderá abater o tempo de prisão a que foi condenado no Brasil. A PGR calcula que em junho de 2016 ele já poderia passar para o regime semiaberto, em que passa o dia fora se conseguir trabalho e apenas dorme na cela.

Veja Também
Geral
Rota do Milho ainda não saiu do papel
Política
Lewandowski nega pedido da defesa de Dilma para anular votação da pronúncia no processo de impeachment
Polícia
Redução da maioridade penal tem aprovação de 87% da sociedade
Esportes
CBF define os confrontos válidos pelas oitavas de final da Copa do Brasil
Geral
Receita libera consulta ao 5º lote de restituições do Imposto de Renda 2015
Educação
MEC divulga notas de corte do Sisu