Previsão do tempo
22°
32°
Predomínio de Sol

Encontro de Bandas

Laudinor Dalvani

Notícias
Justiça
Santo Antonio do Sudoeste - Promotoria de Justiça impede realização de festa que contaria com “rodízio de mulheres”
De acordo com a Promotoria, o evento configuraria conduta criminosa evidente de exploração sexual de mulheres

A Promotoria de Justiça de Santo Antônio do Sudoeste impediu a realização da “Noite do Rodízio”, festa em que os clientes pagariam R$ 200 para entrar e “consumir” quantas garotas aguentassem, segundo slogan do evento. A proibição foi feita por meio de termo de ajustamento de conduta (TAC) firmado com o dono do estabelecimento comercial onde a festa seria realizada nos dias 10 e 11 de dezembro.

O TAC partiu de denúncia realizada pela Marcha Mundial das Mulheres ao Núcleo de Promoção de Igualdade de Gênero (Nupige) do Ministério Público do Paraná, que instaurou procedimento para averiguar a veracidade das informações e tomar providências. De acordo com a Promotoria, o evento configuraria conduta criminosa evidente de exploração sexual de mulheres.

O MP-PR também identificou irregularidades no local e exigiu no TAC que o proprietário providencie o alvará de funcionamento e o auto de vistoria do Corpo de Bombeiros no prazo de três meses. O estabelecimento também está proibido de realizar qualquer evento semelhante à “Noite do Rodízio” que incentive a exploração sexual.

“A princípio, a proposta era impedir que a festa acontecesse, agora as investigações devem prosseguir a fim de levantar se o local registrado como hotel e casa de shows vinha explorando mulheres sexualmente”, comentou o promotor responsável pelo caso, Bruno Henrique Príncipe França. “A princípio o dono negou que realizaria o evento e alegou que foi alvo de fraude.”

Por enquanto, completou França, não há provas de que o panfleto tenha sido impresso e distribuído, apenas há indícios de que tenha circulado pela internet e aplicativos de mensagens de celular. Ainda segundo o promotor, a ação do MP neste caso “não vai contra as mulheres que tiram proveito do próprio corpo para obter algum tipo de renda, mas a terceiros que se aproveitam da situação para explorá-las sexualmente”.

Veja Também
Economia
Recuperação do preço dependerá das exportações do milho
Economia
Aneel aumenta valores da bandeira tarifária da conta de luz
Polícia
Ladrões presos em flagrante furtando calcinha, sutiã e perfume em Palmas
Polícia
PM cerqueirense utiliza efetivo extra e intensifica ações de combate à criminalidade na Tri Fronteira
Economia
Procon alerta para cobranças abusivas na hora de pegar um empréstimo ou financiamento
Polícia
Mulher morre esmagada por trator em Itapiranga