Previsão do tempo
19°
23°
Possibilidade de Pancadas de Chuva

Clássicos da 94

Notícias
Geral
É seguro fazer drenagem linfática na gravidez?

Além de praticar atividades físicas, ingerir líquidos e manter uma dieta balanceada, com pouco sal, um dos métodos mais recomendados que pode ser usado para amenizar o inchaço durante a gravidez, e contribuir para o bom funcionamento do sistema circulatório, é a drenagem linfática.

Classificada como uma espécie de massagem, é uma técnica criada na Europa por volta dos anos 30, e estimula os gânglios linfáticos, melhorando seu funcionamento e, consequentemente, a circulação sanguínea e escoamento dos líquidos retidos. A partir de movimentos leves e lentos, e realizada somente por profissionais devidamente treinados e habilitados, elimina toxinas e diminui o tão temido e incômodo inchaço, naturalmente.

Mas, apesar de parecer uma ótima solução para aliviar o chamado “peso” extra nas pernas, por exemplo, não são todas as grávidas que podem fazer e não é autorizado em qualquer período da gestação – cada tipo de gravidez é um caso. A palavra-chave em questão é CAUTELA e, independente de qualquer recomendação, é essencial que você converse com seu obstetra e só tente o tratamento depois do aval dele. Lembre-se: durante a gravidez, todo cuidado é pouco.

“Considero que nem 10% das drenagens são realizadas de forma correta. Não existe nenhum estudo científico sobre o risco desse tratamento, então é preciso ter muito cuidado”, alerta o ginecologista e obstetra Abner Lobão, da Unifesp (SP). Uma drenagem linfática mal feita pode induzir o parto, se realizada a partir dos seis meses, ou favorecer um aborto, se feita até os três. Quando realizada por profissionais competentes, não oferece riscos à gestante.

Veja Também
Geral
TIM terá de ressarcir usuários de SC que ficaram sem sinal em 18 de abril
Saúde
Cresce o número de pessoas infectadas pelo vírus HIV no Brasil
Polícia
Bombeiros publicam portaria que diminuiu nº de socorristas dentro de ambulâncias
Polícia
Sudoeste do PR registra quatro mortos no feriado
Geral
Departamento de Assistência Social de Barracão presta atendimento à famílias atingidas pelo deslizamento de terra
Santa Catarina
PRF aprende medicamentos na Operação Sentinela